terça-feira, 29 de maio de 2012

Wagner pede o fim da greve e apela para o bom senso dos professores




A greve dos professores da rede estadual de ensino volta a ser tema de destaque no programa de rádio Conversa com o Governador desta terça-feira (29). Em tom conciliatório, Jaques Wagner diz que continua esperando o bom senso da categoria e faz um chamamento à retomada das aulas para não comprometer o ano letivo dos estudantes. “Faço mais esse apelo aos professores, para que voltem às aulas e programem a compensação dos dias parados e a gente possa pagar aquilo que foi descontado”.
O governador fala também de financiamento para o agronegócio nos municípios de Luís Eduardo Magalhães e Barreiras, de convênios assinados na semana passada em Atlanta, nos Estados Unidos, de novas ações para combater os efeitos da seca e se solidariza com a população do semiárido baiano, que continua sofrendo com os efeitos da longa estiagem.
Wagner mostra que o governo do Estado, sem fazer muita discussão, já concedeu reajuste mínimo de 6,5% para todos os servidores estaduais, inclusive, aos professores, que, em algumas faixas, atingiram 11,5%. Ele cita o exemplo dos rodoviários baianos, que aceitaram um reajuste de 7,5% e encerraram a greve, e também dos metroviários de São Paulo, que aceitaram 6,5% e retornaram ao trabalho.
Para o governador, a bandeira dos 22%, reivindicada pelos docentes de rede estadual, é absolutamente irreal, e fora de qualquer capacidade do orçamento. “Faço mais esse apelo aos professores, para que voltem às aulas. Não vamos causar um prejuízo aos estudantes por conta de uma questão salarial que todo ano é sempre discutida”.
Avanço do agronegócio - Wagner informa ainda que nesta terça-feira (29) estará nos municípios de Luís Eduardo Magalhães e Barreiras, no oeste do Estado, onde, ao lado do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, anunciará mais financiamento para o agronegócio, e também falará sobre a construção de estradas e de outras obras, inclusive de abastecimento de água, para a região.
“Vamos anunciar uma nova linha de financiamento do Banco do Brasil, com taxas equiparadas àquelas praticadas pelo Banco do Nordeste, através do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE)”. Ele ainda informa sobre a preparação de uma parceria entre o governo do Estado, por meio da Secretaria da Infraestrutura, e os produtores para atender a necessidade de estradas na região.
“O agronegócio está crescendo muito. É preciso fazer estradas e em menos tempo. E, é claro, o governo sozinho não tem orçamento suficiente para tudo isso”, enfatiza Wagner, que também anunciará a liberação de créditos acumulados do agronegócio destinados à criação de um fundo voltado ao desenvolvimento da infraestrutura regional. “Essa região do Estado vem se desenvolvendo, gerando emprego e renda, colocando a Bahia na ponta do agronegócio brasileiro”.
Em Barreiras, ele ainda inaugura o sistema integrado de abastecimento de água, que vai atender a 13 localidades da zona rural do município, o chamado ‘Cinturão Verde”, beneficiando 1.610 pessoas, além da instalação de 472 ligações domiciliares, com investimento de R$ 1,5 milhão. Segundo o governador, as obras contemplam a todos que vivem da plantação de hortifruti, e vão melhorar a condição de vida das pessoas e também o seu desempenho no trabalho.
Viagem à Atlanta - O governador também avalia a viagem que fez na semana passada à Atlanta, nos Estados Unidos, onde assinou convênio com o Condado de Fulton, para intercâmbio no âmbito cultural, educacional e de políticas públicas voltadas ao combate a qualquer tipo de discriminação e de racismo.
“Foi uma viagem importante, porque Atlanta é a terra do grande líder negro Martin Luther King, assassinado em 1968, que trabalhou pelo fim da discriminação racial, pela paz e igualdade de oportunidade para todos”, afirma Wagner.
Ainda em Atlanta, o governador visitou empresários, inclusive dirigentes da Coca-Cola, com quem tratou sobre a instalação da unidade da empresa na Bahia e que, segundo afirma, deve estar acontecendo até o começo do segundo semestre. “É mais atração de investimentos para a Bahia”. Ele informa sobre outros contatos com empresários americanos, a exemplo da companhia aérea Delta Air Lines, na tentativa de atrair mais um vôo direto dos EUA para Salvador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário